Livros Infantis Antigos: (1983) : "Carneirinho... Carneirão...", de Margarida Ottoni

13/12/2018

  

Dados originais do livro:
Título: Carneirinho... Carneirão...
Autora: Margarida Ottoni
Ilustrador: C. Barroso
Editora: Conquista
Ano: 1983


Sobre o livro:
É inquestionável que nem sempre é possível termos o que desejamos e, faz parte da nossa realidade, entender as frustrações. Quem sempre teve tudo que quis, realmente, não pertence a esse mundo.  

 

No entanto, não são todos os adultos que conseguem lidar com as decepções. Já a criança, por sua vez, possui uma poderosa ferramenta ao seu dispor, que o adulto não costuma utilizar: a sua imaginação. É o que observamos ao ler o livro Carneirinho... Carneirão..., de Margarida Ottoni.

 

Na história, Janjão é um menino bastante esperto que desejava muito ter um carneirinho de pelúcia igual ao de sua irmã. Desejava tanto que não parava de sonhar com ele. Quando olhava para o céu e via as nuvens, logo ia imaginando um carneirinho só seu, que se chamaria Fofinho.

 

 

 
Imaginou tanto que, em um belo dia, Fofinho surgiu em sua casa. E foi de forma tão inesperada que precisou esconder de seus pais, guardando-o dentro do guarda-roupa.  Mas era claro que a presença do novo amiguinho fazia parte da imaginação de Janjão.

 

 
Mas, como o que desejamos pode se tornar realidade, com o menino aconteceu o melhor. Em um dia, voltava da rua, lá estava, em sua cama, um carneirinho de pelúcia que sua mãe colocara. Então, havia realmente ganhado de presente o tão sonhado Fofinho que teria ao seu lado para sempre.

 

 
Por isso é tão importante nunca deixarmos de sonhar.

 

 


Sobre a autora:
Margarida Ottoni nasceu no dia 31 de janeiro de 1925, no Rio de Janeiro. Era professora, jornalista e autora (principalmente de livros infanto-juvenis). Recebeu várias premiações por suas obras.

 

 


Sobre o ilustrador:
C. Barroso ou Celio Barroso é pintor (formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro) há  mais de trinta e nove anos.  Mais informações sobre o seu trabalho, no blog:  http://atelierceliobarroso.blogspot.com.br/

 

 


Trecho do livro:
“- Bé! Bé!...
A voz vinha da sala. Janjão pulou da cama e correu para lá. Acendeu a luz e ficou maravilhado.
Branquinho, como um punhado de algodão ou um pedaço de nuvem, um carneiro pequenino olhava para ele com meiguice.
- Fofinho! – exclamou o menino.”

 

 


Fontes:
- http://atelierceliobarroso.blogspot.com.br/
- http://www.vila-isabel.de/musiker/ottoni.htm

 

 


 

Please reload

Andreia Marques é filósofa, escritora, poetisa, mediadora de leitura,  blogueira e designer.

Autora dos livros "Bééé Daqui... Bééé Dali!", "Quibungo", ”Berenice, a Cacatua”, “Melina e as Borboletas Noturnas”, “A Velha Pisadeira”, “Corpo Seco” e "Corda, Cordão e Muita Imaginação!".

Siga-me
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • Pinterest Social Icon
Meus Livros
capa.jpg
capa.jpg
Berenice, a Cacatua
capa.jpg
capa.jpg
capa.jpg
capa.jpg
Parceiros
Brasão Nerd
Love Livros
Editora LivroseBooks
Prosinhas Literárias
Mami em Dose Dupla
GAEB
Universo de Utopia
Justi Books
40659668_2265369973684221_31192417527293
Portal Literal
Categorias
Arquivo
Please reload

  • Andreia Marques - Fanpage
  • Andreia Marques - Instagram
  • Andreia Marques - Pinterest


Política de Privacidade


Copyright © 2015-2019 Andreia Marques