Dica de Livro: "Inquietudes: Gritos de uma alma inconformada", Evelyn Monique

25/4/2019

 

“O abuso termina, mas o trauma dura a vida inteira”. Evelyn Monique

Segundo o poeta britânico George Lord Byron, "a recordação da felicidade já não é felicidade; a recordação da dor ainda é dor". O que nos leva a pensar que as lembranças amargas da vida costumam se sobrepor às boas recordações. Ainda mais, quando essas lembranças trazem consigo as marcas de algum tipo de violência sexual. Nesses casos, relembrar significa reviver as angústias mais inimagináveis.

 

É sempre difícil abordar o tema "abuso e violência sexual", pois a questão é tão complexa, e absurdamente dolorosa, que parece impossível ser capaz de desenvolver a sensibilidade necessária para uma abordagem sincera. A responsabilidade de falar sobre o assunto é gigante e nem sempre estamos preparados, o suficiente, pra lidarmos com o fato de que precisamos conversar sobre essa ferida aberta.

 

O livro Inquietudes: Gritos de uma alma inconformada, de Evelyn Monique, Editorial Hope, trata sobre esse tema de modo magistral. Logo de início, é importante dizer: não é uma obra fácil de ser lida. Não se utiliza de frases românticas para apaziguar a dor, mas, de poemas fortes, mensagens chocantes, que fazem a gente entrar em contato com o que há de mais cruel e, por vezes, nos coloca face a face com o monstro que a gente teme e torce para que não exista.

 

 

Confesso que chorei depois de alguns poemas e não consegui ler o livro em pouco tempo. Ler Inquietudes é como descer, de mãos dadas com a autora, ao inferno que muitas mulheres e crianças já enfrentaram e, tristemente, algumas, ainda, enfrentarão. Mas é possível mudar essa triste realidade?

 

No Brasil, a Lei 12.015/2009, do Código Penal, protege as vítimas nos “crimes contra a dignidade sexual”, que são estupro, violação sexual mediante fraude, assédio sexual, favorecimento da prostituição ou outra forma de exploração sexual, rufianismo (cafetinagem), tráfico internacional de pessoa para fim de exploração sexual, tráfico interno de pessoa para fim de exploração sexual, estupro de vulnerável, satisfação de lascívia mediante presença de criança ou adolescente, favorecimento da prostituição ou outra forma de exploração sexual de vulnerável. Através do Disque 100, podemos denunciar qualquer tipo de agressão ou crueldade e no Ligue 180, a violência contra a mulher. Tudo de forma segura e sigilosa.

 

Denunciar é tão importante quanto acolher quem já sofreu desta barbárie. Estender a mão, ouvir, dar apoio e atenção são atitutes simples que fazem toda diferença. Enquanto isso, obras como Inquietudes surgem como um grito que rasga o véu da vergonha e do silêncio, expondo a situação de forma verdadeira e extremamente necessária!

 

Parabéns à autora Evelyn Monique e à Editorial Hope!

 

 

 

 

Sobre a autora:

Evelyn Monique tem 24 anos, nasceu na Bahia e mora em São Paulo. É graduada em Gestão de Serviços Jurídicos pela Universidade Paulista. Publicou poesias no jornal Tribuna Liberal e participou das antologias: "Quando a escuridão bate à porta", pela editora Sinna, e "Basta", pela PVB Editorial. Organizou e participou da antologia "Café e Prosa", lançada pela editora Louisiana. Publicou, também, "Meus Escritos", uma coletânea de poemas.

 


Trecho do livro:
Marias
Maria,

Onde foi parar o brilho no seu olhar? 

Se foi...

Se foi depois que disse o sim.

Foi só dizer o sim para o pesadelo começar.

Maria, isso não é amor.

Nunca foi amor!

Não queira acreditar!

(...)

Maria, apanhe no colo seus menores

Que não sabem se proteger.

Corra e não volte mais.

Pouse em outros cantos

Para que tenha paz;

Para que a mão não machuque o seu rosto;

E as panelas, do jantar impontual,

Não voem na sua face.

Maria, coloque um ponto final no seu sofrimento,

Reescreva sua história!

Desabafe no 180...

Fale desse silêncio que está aí gritando,

Fale da covardia que te marcou.

Fale, Maria!

Fale, porque sua voz importa.

Ainda existe vida

Atrás desta cortina que tapa a sua vista.

Maria,

Marias,

Todas as ias...

Vocês não choram sós!

Vamos enxugar seus prantos.”

 

 

 

Assista ao vídeo:​​

 


O livro pode ser adquirido através do link da editora na Amazon:

https://www.amazon.com.br/Inquietudes-Gritos-uma-alma-inconformada-ebook/dp/B07KGJB87C?SubscriptionId=AKIAJZBN7NDVULV7C5EA&tag=metrica06-20&linkCode=xm2&camp=2025&creative=165953&creativeASIN=B07KGJB87C



Fonte:
- http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2009/lei/l12015.htm

 

 


 

Please reload

Andreia Marques é filósofa, escritora, poetisa, mediadora de leitura,  blogueira e designer.

Autora dos livros "Bééé Daqui... Bééé Dali!", "Quibungo", ”Berenice, a Cacatua”, “Melina e as Borboletas Noturnas”, “A Velha Pisadeira”, “Corpo Seco” e "Corda, Cordão e Muita Imaginação!".

Siga-me
  • Facebook Social Icon
  • Instagram Social Icon
  • Pinterest Social Icon
Meus Livros
capa.jpg
capa.jpg
Berenice, a Cacatua
capa.jpg
capa.jpg
capa.jpg
capa.jpg
Parceiros
Brasão Nerd
Love Livros
Editora LivroseBooks
Prosinhas Literárias
Mami em Dose Dupla
GAEB
Universo de Utopia
Justi Books
40659668_2265369973684221_31192417527293
Portal Literal
Categorias
Arquivo
Please reload

  • Andreia Marques - Fanpage
  • Andreia Marques - Instagram
  • Andreia Marques - Pinterest


Política de Privacidade


Copyright © 2015-2019 Andreia Marques