Receba as novidades:

O conceito de liberdade para as crianças, no livro "Berenice, a Cacatua"

Atualizado: Jul 15


Por Andreia Marques


"Amar é ter um pássaro pousado no dedo. Quem tem um pássaro pousado no dedo sabe que, a qualquer momento, ele pode voar."

Rubem Alves



Animais são seres sencientes, ou seja, são capazes de sentir dor e prazer. Dessa forma, certas circunstâncias, como estar aprisionado, provocam pavor em animais tanto quanto em seres humanos.


Lembro, perfeitamente, da sensação que tive quando visitei a exposição SomosTodosMataAtlântica, no Museu Ciência e Vida, em Duque de Caxias, onde os organizadores prepararam uma sala fechada, pequena e com grades, para simular a experiência de estar em uma gaiola. Posso garantir que a impressão não foi nada boa. Penso que todos deveriam experimentar essa simulação uma vez na vida.


O livro Berenice, a Cacatua, da autora Andreia Marques, editora Panóplia trabalha essa temática, trazendo como personagem principal a Berenice, uma formosa cacatua que vivia livre em seu habitat até ser capturada e exposta em um petshop para ser vendida como um animal de estimação.



Berenice não entendia porque sua vida havia mudado tanto e tudo que desejava era ser salva daquela situação tão extrema. Foi quando Seu Prudêncio apareceu na loja e foi "amor" à primeira vista. Comprou a cacatua, levando-a pra casa, dentro de uma caixinha bem escura.


Berenice, toda feliz, acreditava estar perto de sua liberdade até Seu Prudêncio revelar seu terrível plano. Assim, ela precisou agir antes que sua situação fosse transformada, drasticamente, para sempre.



Anúncio:



O livro é narrado em poesia, uma característica da autora Andreia Marques. As ilustrações, desenvolvidas pela própria autora, são totalmente digitais e coloridas.



A história, adequada ao público infantil, é uma metáfora sobre a liberdade humana. Quantas vezes colocamos nossa felicidade nas mãos de outras pessoas? Ou, ainda, tendemos a aprisionar (mesmo que inconscientemente) aqueles que amamos sob o julgo de nossas idiossincrasias? Não podemos confundir amor com possessão, pois, como disse o cineasta português Manoel de Oliveira, "a liberdade não é sequer um direito. A liberdade é um dever, um dever fortíssimo. A liberdade é o respeito pelo próximo".




Sobre a autora e ilustradora

Andreia Marques é filósofa, escritora, poetisa, mediadora de leitura, blogueira e designer. Publicou sete livros infantis e participou de diversas antologias. Nasceu no Rio de Janeiro, em 1978. Foi durante a infância que se encantou por literatura e fantasia, escrevendo sua primeira história aos dez anos, através de uma atividade escolar. Mais tarde, vindo a trabalhar como designer, encontrou no mundo das imagens uma outra forma de contar histórias e começou a produzir literatura infantil.




Trecho do livro "Berenice era uma cacatua

De canto estridente e voo primoroso;

Lindas asas, de vasta envergadura,

Patas fortes para precisar o pouso.


Mas, estava ela, agora, engaiolada.

Alguns homens a prenderam, sem sentido.

E, na loja de animais onde estava,

Aguardava, como um pet a ser vendido."


O livro pode ser adquirido através das lojas Americanas online:

Berenice, a Cacatua





Fontes

- https://pt.wikipedia.org/wiki/Senci%C3%AAncia;

- https://www.cecierj.edu.br/evento/somostodosmataatlantica/;

- Informações contidas no próprio livro.


Siga-me nas redes sociais:

  • Instagram
  • Facebook
  • Pinterest

Deixe seu comentário

  • Andreia Marques - Fanpage
  • Andreia Marques - Instagram
  • Andreia Marques - Pinterest


Política de Privacidade


Copyright © 2015-2020 Andreia Marques